Portuguese English Spanish

O excelente trabalho desenvolvido pelo IBRAPP em nosso país

Quinta, 24 Setembro 2015 11:59

Discurso pronunciado pelo Deputado Federal GONZAGA PATRIOTA – PSB/PE

Na Sessão do dia 23/09/2015.

 

Senhor Presidente,

Senhoras e Senhores Deputados,

   

O EXCELENTE TRABALHO DESENVOLVIDO PELO IBRAPP EM NOSSO PAÍS

 

Tenho usado a Tribuna desta Casa Legislativa nos últimos tempos para falar das distorções que tem acontecido em nosso país, sejam elas na economia, na política e no cotidiano de nosso povo. De certa forma, as boas iniciativas acabam sendo relevadas e atropeladas pelas péssimas notícias que chegam diariamente.

Hoje, Senhor Presidente, gostaria de falar sobre um trabalho que tomei conhecimento e pude constatar a importância do mesmo. Trata-se do trabalho efetuado pela IBRAPP - Instituto Brasileiro de Políticas.

O Instituto Brasileiro de Políticas Públicas − IBRAPP é uma instituição do Terceiro Setor, com foco no desenvolvimento institucional do Setor Público, o qual visa através de parcerias contribuir para a melhoria constante da qualidade dos serviços executados pela administração pública. Para a execução de suas finalidades sociais, o IBRAPP elabora e executa projetos nas áreas de renda, educação, saúde, meio ambiente em favor dos entes públicos de natureza Municipais, Estaduais ou Federais.

O IBRAPP foi fundado no ano de 2008 na cidade de São Luís, no Maranhão, por uma equipe de Gestores públicos, advogados e contabilistas, onde Rita Salgado, líder dessa equipe multidisciplinar, procurou articular a verdadeira missão do Instituto que é colaborar para o desenvolvimento institucional do poder público.

Mas logo nos primeiros anos de atuação, devido às muitas demandas oriundas dos contratos firmados com os órgãos públicos, o que era uma pequena equipe encarregada de elaborar, gerir e executar projetos e serviços tornou-se uma organização subdividida em muitos setores e filiais.

No ano de 2010 o IBRAPP lançava-se no Estado de Minas Gerais executando juntamente com a Secretaria de Trabalho e Emprego o projeto Inclusão Produtiva. Nos anos subsequentes o Instituto expandiu-se criando outras regionais no Estado do Rio de Janeiro (2011), Acre (2011), Distrito Federal (2011), Rondônia (2011) Paraíba (2011) e Tocantins (2012) onde mantém uma rede de contratos e prestações de serviços capacitando profissionais nas mais diversas áreas.

Hoje o IBRAPP possui mais de 600 colaboradores atuando de norte ao sul do país e atua no gerenciamento de diversos projetos de importância vital para a melhoria das relações entre os vários segmentos de nossa sociedade.

Para melhor explicar, Senhor Presidente, vou citar alguns desses projetos: O projeto Inclusão Produtiva; o Programa Viva Mulher; o Projeto Agentes do Verde; o Projeto Comunidades Produtivas e muitos outros.

No entanto, um projeto me chamou a atenção pela importância e oportunidade do tema e por ter como público alvo agentes de segurança pública: Policiais Rodoviários Federais, agentes de polícias civis e militares, agentes penitenciários, enfim, todos aqueles que lidam com a segurança pública e são vítimas de seus graves efeitos.

Trata-se do Núcleo de Atendimento Integrado Psicossocial para Policiais – NAIPP, um projeto do IBRAPP com serviços de prevenção da saúde mental do policial e apoio familiar. O NAIPP tem o papel de oferecer serviços de apoio psicológico, conscientização e formação da base cognitiva e familiar para o combate ao enfrentamento dos distúrbios emocionais e ou mentais que frequentemente acometem policiais das diferentes corporações por conta da rotina de suas atividades, abrangendo ainda contexto familiar.

O NAIPP contará com cursos de capacitação e instrução para a otimização do serviço policial. Os módulos terão disciplinas de comunicação estratégica, Direitos humanos, Inteligência, Mediação de conflitos e abordagem.

A abordagem e atualidade do tema, Senhor Presidente, referenda a existência do NAIPP. A profissão de policial está entre as mais estressantes no mundo, em razão dos trabalhadores estarem constantemente em situações-limite de vida e de morte, situações de sofrimento do outro e que também abalam sua saúde. A necessidade do contínuo estado de prontidão, a possibilidade de responsabilização administrativa e penal em caso de omissão nas situações de atendimento às vítimas de acidentes, o risco de morte, a constante ameaça à integridade física e mental de outrem e à sua própria, as longas jornadas de trabalho com alteração no ciclo de sono, são alguns dos fatores que contribuem para este quadro.

O Código Brasileiro de Trânsito, em seu Art. 20, Itens II e IV, ao citar a responsabilidade do Policial Rodoviário Federal com a preservação da incolumidade da vida dos usuários nas rodovias federais e sua incumbência no salvamento de vítimas de acidente de trânsito, além do combate à criminalidade, previsto no Decreto 1.655/95, no âmbito de toda a malha rodoviária federal nos faz pensar na importância de estar o policial rodoviário federal em perfeitas condições físicas e psicológicas para poder dar uma resposta satisfatória à sociedade.

O trabalho do policial rodoviário federal é uma atividade perigosa e desgastante. Além dos perigos decorrentes do enfrentamento ininterrupto à criminalidade, os PRFs correm riscos de atropelamento durante fiscalizações ou atendimentos, e até de envolvimento em acidentes de trânsito durante os deslocamentos com viaturas.

O enorme desgaste físico e psicológico causado por essas situações podem colaborar com a baixa expectativa de vida do PRF, uma das menores dentre todas as demais profissões existentes no Brasil, apenas 57 anos

Não tenho dúvidas, Senhor Presidente, que a participação no NAIPP trará inúmeros benefícios à categoria policial, mas principalmente, irá possibilitar que, através da psicoterapia, o policial tenha autonomia e consciência em suas decisões, tanto profissionalmente quanto em sua vida pessoal, contribuindo para que o policial reflita sobre suas vivências e sentimentos, facilitando o pensar sobre suas escolhas, levando-o compreender suas reais motivações e desejos.

Tal tratamento auxiliará o policial no aprendizado para a busca do equilíbrio, entendendo a divisão do que o faz feliz e do que o faz sofrer, do que quer manter e do que quer excluir da sua vida. Despertando o interesse no servidor, incentivando-o à melhoria, compartilhando suas responsabilidades, dando sua continuidade através do retorno às atividades, e desta forma possibilitando o sucesso do projeto e a conquista de um ambiente interno mais saudável e menos estressante.

Gostaria, Senhor Presidente, de cumprimentar a todos do IBRAPP pela excelente iniciativa em prol dos agentes de segurança do nosso país. Essa honrada categoria agora pode dispor de uma Instituição séria em seu favor e de suas famílias.

  

Deputado GONZAGA PATRIOTA

PSB – PE.

Download Free Premium Joomla Templates • FREE High-quality Joomla! Designs BIGtheme.net