Portuguese English Spanish

Hospital Frei Gabriel intensifica os cuidados com controle de acesso

Quarta, 23 Agosto 2017 14:36

O hospital é um organismo de gestão complexa que compreende trabalhos de hotelaria, lavanderia, serviços médicos, vigilância, restaurantes, atendimento a pacientes etc, o controle do acesso de pessoas se faz necessário, pois evita casos de fuga de pacientes, alto fluxo de desconhecidos, roubo de crianças e até casos de violência. Pensando em proteger a população destes riscos a segurança e sobre tudo de doenças transmissíveis que circulam o ambiente hospitalar o Instituto Brasileiro de Políticas Públicas – IBRAPP, entidade cogestora do Hospital Frei Gabriel (HFG), intensificou o controle de acesso à unidade de saúde. De acordo com a Gestora hospitalar, Silvana Alves, o acesso às dependências do hospital é exclusivo dos funcionários e pacientes em atendimento, bem como seus acompanhantes e familiares em horário de visitas. Ela explica de que forma o Hospital Frei Gabriel administra o fluxo de pessoas “É permitido o limite de dois visitantes por paciente, contando o acompanhante, porém, não poderão permanecer as três pessoas ao mesmo tempo, devendo haver o revezamento”, afirma a gestora. 

Na questão do controle de doenças, a infectologista do HFG, Giovana Ferraz, alerta para a questão de o hospital ser um local onde há vários tipos de microrganismos, daí a importância de um controle da entrada de pessoas para garantir o bem estar das pessoas que frequentam a unidade de saúde. “Os pacientes internados estão sob responsabilidade da instituição e sendo assim temos que responder de forma adequada a segurança deles”, explica a médica.


Diante de tantas ameaças que a falta de controle oferece, é fundamental que as pessoas entendam e respeitem as normas de controle de entrada de pessoas no Hospital Frei Gabriel. Com essas medidas, o IBRAPP visa melhorar a segurança e a saúde dos pacientes, familiares e colaboradores que frequentam o hospital e dependem de alguma forma da unidade de atendimento.

Segundo o Advogado do IBRAPP, Leonardo Aragão, todos devem se identificar e solicitar a autorização prévia para circular dentro do Hospital. No que se refere a autoridades não é diferente e ele ressalta “Este poder não é absoluto, devendo atender à Constituição Federal que determina o que poderes devem ser harmônicos, havendo alguma situação de exigência em adentrar as dependências do hospital sem autorização prévia, a autoridade viola a constituição, causado sérios transtornos ao Executivo Municipal”, afirma Aragão.

O hospital adota ainda o horário de visitas estabelecido pelo Ministério da Saúde, que vai das 9h às 11h e das 16h às 18h e restringe a entrada de flores, alimentos e até capacetes por oferecerem riscos de contaminação por microrganismos e pragas nos leitos do HFG. 

Download Free Premium Joomla Templates • FREE High-quality Joomla! Designs BIGtheme.net