Portuguese English Spanish

Com o objetivo de humanizar e ressaltar a importância do atendimento prestado aos pacientes, a equipe de enfermagem do Hospital Frei Gabriel (HFG) realizou o treinamento para ressaltar a importância do atendimento prestado pelos profissionais da área da saúde. A capacitação faz parte do calendário contínuo, implantado pelo Instituto Brasileiro de Políticas Públicas – IBRAPP, instituição gestora do HFG, para atender ainda melhor a população de Frutal e das 11 microrregiões atendidas pela unidade de saúde.

A palestra, ministrada pelo diretor clínico, o médico José Plínio, e pela enfermeira Cenddy Borges, girou em torno do atendimento ao paciente politraumatizado, que inspira cuidados específicos em virtude da gravidade da situação em que se encontra. A necessidade de profissionais capacitados para lidar com este tipo de situação e a promoção dos cuidados iniciais foram os pontos centrais das explanações. A forma organizada e sistematizada vem desde o transporte, até a chegada ao serviço de saúde, que prestará o tratamento definitivo.

De acordo com o médico e diretor clinico, todos precisam de reciclagem para relembrar o que foi aprendido e reforça que na medicina esta é uma questão fundamental. “O tema foi muito importante para fazer com que os profissionais que já estudaram relembrem como proceder no primeiro atendimento ao paciente, seja o pré-hospitalar, onde ocorre o acidente, como na parte hospitalar para que possamos  salvar a vida do paciente”, enfatizou Dr. Plínio.

Ele afirma ainda que a metodologia adotada pelo IBRAPP é extremamente importante,  uma vez  que os profissionais são treinados para servir melhor os usuários,  sendo esta a finalidade  da administração  pública. No Hospital Frei Gabriel, atualmente, existe a preocupação da capacitação e melhorias nas áreas de limpeza higienização, alimentação e enfermagem. A visão de Cenddy, não é diferente “O Instituto reconhece o esforço  de cada equipe que  integra os serviços em prol  da população frutalense”, afirma a enfermeira. A capacitação teve ainda o propósito de demonstrar a importância do trabalho em equipe, pois em um Hospital é crucial que todos os serviços estejam integrados. O sistema é complexo e compreende deste a equipe de limpeza, até a equipe médica.


Publicado em Notícias

O convidado do Roda Viva desta segunda-feira (19) foi Ricardo Barros, ministro da Saúde. Eleito prefeito de Maringá (PR) aos 28 anos, em 1989, governou o município até 1993. Em 1995, conquistou o primeiro dos quatro mandatos consecutivos como deputado federal, exercendo a liderança do governo no Congresso em 2002, durante a gestão de Fernando Henrique Cardoso. Entre outros assuntos, foram abordados temas como o surto de febre amarela que atinge o país e os principais desafios da área que comanda. Confira trechos da entrevista:

“Mesmo as doenças consideradas erradicadas podem voltar. Neste momento, por exemplo, estamos vacinando sarampo em Roraima, por causa da imigração dos venezuelanos”.

“Houve um grande avanço na informatização do sistema de saúde e, com isso, conseguiremos ter uma capacidade de informação melhor. Mas hoje, infelizmente, ainda dependemos muito do que é reportado pelos agentes locais, o que nem sempre é eficiente”.

 “Não há falta de recursos para a área da saúde. O problema é que o ministério passa o dinheiro, mas nem sempre ele é bem utilizado. O Espírito Santo fez a lição de casa e está com o surto de febre amarela controlado. Minas Gerais não fez e está sofrendo com isso. Repassamos para Minas os recursos, mas o Estado não transferiu para os municípios. Isso comprometeu toda a estrutura”.

“Nós estamos fazendo um trabalho cada vez maior de municipalização da saúde. Tenho certeza de que uma decisão tomada no município é melhor do que uma decisão tomada em Brasília. Todos podem errar, mas quando você está perto do problema o risco é muito menor”.

 “Os planos de saúde populares são uma grande solução para o SUS e uma ótima alternativa para a população. Eles podem dar conta do atendimento até certo momento e isso desafoga o sistema”.
 “Enfrentei lobbies pesadíssimos durante a minha administração de todos aqueles que se beneficiam do descontrole da saúde. O lobby contra a informatização é brutal. A judicialização também é lamentável. Cerca de 80% dos exames de imagens no Brasil dão resultado normal. Eventualmente poderiam não ter sido solicitados. E 50% dos exames laboratoriais não são sequer visualizados. É um desperdício”.

“O modelo do SUS hoje financia a doença não a saúde. Se ninguém ficar doente durante um mês inteiro, quebra o sistema. Hospitais, laboratórios, todos deixam de faturar. Isso é a evidência de que o modelo está errado. Nós temos que financiar a saúde e não a doença. Pagamos o procedimento. No atual modelo, o sistema não se beneficia do investimento em prevenção”.

A bancada de entrevistadores reuniu Cláudia Collucci (repórter especial da Folha), Fabiana Cambricoli (repórter de Saúde do Estadão), Flávio Freire (coordenador de nacional e política da sucursal do Globo em São Paulo), Jessé Reis Alves (médico coordenador do Comitê de Medicina do Viajante da Sociedade Brasileira de Infectologia) e José da Rocha Carvalheiro (pesquisador do Instituto de Estudos Avançados da USP e ex-presidente da Associação Brasileira de Saúde Coletiva). Com desenhos em tempo real do cartunista Paulo Caruso, o programa foi transmitido pela TV Cultura.

Assista a entrevista na íntegra aqui
Fonte: Veja
Imagem: Fotos Públicas – Erasmo Salomão/MS


Publicado em Notícias

Atender de forma humanizada, evitando ainda mais o desconforto e o sofrimento de pessoas em situação de violência. São estas as premissas que norteiam o protocolo de atendimento às vítimas de agressão que chegam ao Hospital Frei Gabriel (HFG). Atendendo a 11 municípios mineiros da microrregião sul que integra Frutal, a unidade de saúde tem as portas abertas para casos de violência sexual e doméstica, sendo referência para estes tipos de caso. Durante a apresentação dos protocolos à Secretaria de Saúde do Estado, em Uberaba, os protocolos foram aprovados e tomados como base para novas capacitações no Estado.

Durante a apresentação, estiveram presentes os representantes do Hospital Frei Gabriel, da Secretarial de Saúde de Frutal e do Instituto Brasileiro de Políticas Públicas – IBRAPP, entidade gestora do HFG. Na ocasião foram abordados também aspectos que envolvem o setor de segurança pública como a abertura de Boletins de Ocorrência e coleta de material genético para análise forense. O trato com as vítimas e a necessidade de uma equipe multidisciplinar complementam os protocolos do Hospital, que são baseados nas diretrizes do SUS.



A equipe multidisciplinar do Hospital Frei Gabriel é composta pelos enfermeiros, João Weder, Leandro Leonel e Wilson Santos; pela psicóloga, Janiele Cristina; e pelo Gestor de Projetos, Avanélio Rodrigues.  O grupo ficará responsável por servir como agentes multiplicadores e modelo para que outros hospitais dos municípios de Minas Gerais realizem protocolos semelhantes.

Uma nova apresentação será realiza para os delegados e autoridades do Estado, com o intuito de agregar os agentes de segurança pública a este modelo humanizado. As capacitações para os colaboradores do HFG são contínuas, com a finalidade de manter o padrão de qualidade e atendimento à população que depende da saúde pública em Frutal e região.

Publicado em Notícias

Desde que assumiu, em maio deste ano, a gestão do Hospital Frei Gabriel, o Instituto Brasileiro de Políticas Públicas – IBRAPP vem implantando melhorias e desenvolvendo ações para oferecer à população de Frutal-MG e região um atendimento humanizado e de qualidade. Tais mudanças fazem parte de uma gestão da saúde de forma moderna e humanizada.

Os efeitos destas melhorias já podem ser sentidos na vida das pessoas que procuram diariamente o HFG, como revela os depoimentos de pacientes atendidos no Pronto Socorro, Ambulatório e nos serviços oferecidos pela instituição. Para o IBRAPP o resultado destes elogios é a qualidade dos serviços hospitalares que resulta na prestação da assistência à saúde.

O mototaxista Rodrigues da Silva, 33 anos, diz que ficou muito satisfeito com o novo atendimento após uma cirurgia a que foi submetido em agosto deste ano. “Percebi que houve mudança desde que o IBRAPP passou a gerenciar o hospital. Se melhorar ainda mais, vai ficar excelente”.

Para a horticultora Márcia da Silva, 37 anos, melhorou bastante com a nova gestão. Segundo ela, hoje a equipe atende muito bem, é atenciosa, educada. “Para mim não tem que melhorar nada mais, está maravilhoso”. O lavrador Laudeir Alves, conta que todas as vezes que precisou do hospital sempre foi bem atendido. Atualmente, ele faz sessões de fisioterapia e que após o tratamento está bem melhor. “Aqui sou bem tratado, está de parabéns do jeito que está indo o hospital”.   

Na opinião da diarista Maria de Farias, 52 anos, o atendimento do HFG está melhorando a cada dia. “As pessoas reclamam de demora, mas até no particular é assim, elas têm que ter mais paciência”. A dona-de-casa Rosângela de Castro afirma que sempre precisa do hospital porque sofre da coluna. Segundo ela, os profissionais são bons no atendimento. “É muito boa a ideia do IBRAPP melhorar cada vez mais o atendimento porque mais pessoas serão beneficiadas”.


Desde que assumiu a gestão do Hospital Frei Gabriel, o Instituto Brasileiro de Políticas Públicas – IBRAPP realiza treinamentos contínuos, para manter os profissionais atualizados. Sempre com foco na humanização, o Instituto também realiza ações sociais para aproximar a comunidade de campanhas de prevenção de doenças e cuidados com a saúde.

Publicado em Notícias

Desde que passou a atuar no Hospital Frei Gabriel (HFG), em maio deste ano, o Instituto Brasileiro de Políticas Públicas – IBRAPP tem intensificado junto aos colaboradores o Diálogo Diário de Segurança (DDS), que tem como objetivo orientar e alertar os profissionais através de palestras e bate-papos sobre os riscos e as medidas de segurança no ambiente de trabalho. Na manhã de terça-feira (12) foi a vez da equipe de enfermagem participar da roda de conversa.


O gestor hospitalar, Nelio Rodrigues, explica que o DDS é realizado a partir das 7h justamente para que o colaborador possa iniciar as atividades informado sobre as normas de segurança que deve aplicar na execução de suas tarefas.  Nelio conta que desde que o método passou a ser aplicado, o IBRAPP conseguiu reduzir para zero nos meses de julho e agosto as ocorrências de acidente de trabalho no hospital.

Dependendo do assunto a ser tratado, o Diálogo pode acontecer de forma individualizada ou em grupo. São informações passadas na presença dos gestores do Instituto e do técnico em segurança do trabalho. Com essa ação, conforme lembra Nelio, o IBRAPP cumpre o seu papel na garantia da segurança do trabalhador e o resultado reflete de maneira positiva na assistência à população atendida pelo Hospital Frei Gabriel.

Publicado em Notícias

Visando o bem estar e a saúde de pacientes, população e colaboradores do HFG, O Instituto Brasileiro de Políticas Públicas –  IBRAPP começa a proibir o uso de cigarro nas dependências do Hospital Frei Gabriel. Na quinta-feira (24) uma ação educativa  foi realizada nas dependências do hospital com o objetivo de informar sobre a norma. A medida se dá em cumprimento a Lei  Federal nº 9.294/96 que determina a proibição de cigarros, charutos, cachimbos ou qualquer outro produto de fumo, derivado ou não do tabaco, em recinto coletivo fechado, privado ou público. 

O gestor de projetos, Nélio Rodrigues, explica que a desativação dos fumódromos irá garantir uma qualidade de vida para os  colaboradores e pacientes, devolvendo áreas para a circulação das pessoas e sobretudo de pacientes em tratamento. “Esses  espaços, que por ora eram utilizados como fumódromos, já eram locais de movimentação para arejar, tomar um ar novo e  infelizmente as pessoas estavam impedidas disso”, explica Nélio.  

Os avisos sobre a Lei Federal foram expostos em locais de uso comum onde normalmente o público em geral utiliza para fumar. O IBRAPP, em parceria com o Serviço Especializado em Medicina e Segurança do Trabalho – SEMST iniciou ainda uma campanha de conscientização junto aos colaboradores, através do Diálogo Diário de Segurança (DDS), com o intuito de orientá-los sobre a necessidade do cumprimento da lei.


Para a copeira do hospital Mikaelle Pantaleão, a medida adotada pelo IBRAPP foi aprovada e ressalta: “há pessoas já fragilizadas e a fumaça do cigarro só complica ainda mais a recuperação do paciente”, finaliza Mikaelle.

O trabalho de gestão desenvolvido pelo IBRAPP para a melhoria do atendimento a população e da qualidade de trabalho para os colaboradores é constante. Ao longo do ano serão realizadas outras campanhas de conscientização sobre os malefícios pelo fumo.

Publicado em Notícias

Pela segunda vez o paciente da fisioterapia do Hospital Frei Gabriel (HFG), Aguinaldo Felício, contemplou a instituição com doações de materiais para uso coletivo. Foram entregues à gestão do hospital, nesta quinta-feira (24), cadeiras de roda e lençóis adquiridos com recursos conseguidos através da realização da Festa do Trabalhador que aconteceu em maio deste ano em Aparecida de Minas, distrito a 40km de Frutal-MG.



Agnaldo, que já arrecadou materiais de construção para a confecção de rampas na unidade hospitalar, conta que resolveu ajudar por frequentar diariamente o hospital e notar a necessidade de cadeiras de rodas e de lençóis devido à grande demanda de atendimento na instituição. Ele se diz feliz em poder contribuir e trazer mais conforto a várias pessoas “O enxoval é de estampa colorida justamente para trazer mais alegria ao ambiente”, afirma o paciente.


Para o gestor hospitalar do Instituto Brasileiro de Políticas Públicas - IBRAPP, Nélio Rodrigues, parcerias como a do Agnaldo ajudam muito à população que utiliza os serviços do Hospital Frei Gabriel. O gestor afirma ainda que com ele a comunidade frutalense é muito presente. “Só temos a agradecer o gesto do Agnaldo que sempre foi muito participativo junto ao HFG”, frisa Rodrigues.

As cadeiras de roda já estão em uso nos setores de observação e internação adulto e infantil. Quem desejar fazer doações ao HFG pode procurar o setor administrativo, de segunda à sexta, das 7h às 18h.

Publicado em Notícias
Download Free Premium Joomla Templates • FREE High-quality Joomla! Designs BIGtheme.net